Alagoas, 28 de janeiro de 2022 24º min 31º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Cidades

Secretaria da Defesa Social assume investigação na morte de empresário

Delegado-geral, Carlos Reis, também irá comandar o caso. Determinação foi do governador Teotonio Vilela

Do G1 AL

27/02/2014 07h07

Secretaria da Defesa Social assume investigação na morte de empresário

Após o assassinato do empresário Guilherme Brandão, na manhã desta quarta-feira (26), o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) determinou que o secretário da Defesa Social, Eduardo Tavares, e o delegado-geral Carlos Reis, assumam pessoalmente as investigações. O anúncio foi feito em sua página pessoal no Facebook, no início desta tarde.

 

Na publicação, o governador ressaltou ainda que cobra celeridade na elucidação dos crimes no estado. “Guardo um grau de parentesco com o pai de Guilherme e mantenho uma amizade sincera com todos, desde a infância em Viçosa. Estou consternado com o ocorrido”, afirma Vilela na rede social.

 

O delegado-geral Carlos Reis disse que nenhuma hipótese será descartada. “Durante a investigação nenhuma hipótese é descartada e todas estão sendo averiguadas. No entanto, é prematuro fazer qualquer especulação sobre a motivação do crime nesse momento”, afirma.

 

O empresário Guilherme Paes Brandão, 39, proprietário da Choparia e do Show Bar Maikai, localizados no bairro de Jatiúca, em Maceió, foi assassinado nesta manhã após um assalto ao estabelecimento. Segundo a polícia, a vítima foi baleada na cabeça.

 

De acordo com o chefe de operações do 2º Distrito Policial, Ariel de Almeida, testemunhas que fazem parte da equipe da casa de eventos afirmaram que dois homens entraram armados, levaram cerca de R$ 2 mil e atiraram no empresário, que estava dentro do escritório.

 

Parentes e amigos do empresário passaram a manhã inteira em frente ao estabelecimento, aguardando o trabalho dos peritos. Daniel Saraiva, um conhecido da vítima, lamentou a morte de Brandão. "A vida de um empresario brilhante, que empregava diretamente mais de 100 funcionários, foi tirada por conta da violência", disse.

 

O vice-presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Alagoas, André Generoso, informou que vai pedir a todos os estabelecimentos credenciados e não credenciados à associação que suspendam o funcionamento nesta noite em função do ocorrido. "Um amigo e um irmão que passou a vida toda trazendo alegria para os outros e foi brutalmente assassinado", lamentou.

 

A prefeitura de Maceió cancelou o Baile Municipal, que aconteceria nesta noite, devido ao crime. De acordo com uma nota divulgada no site da prefeitura, o empresário era membro da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), uma das principais parceiras do Município na realização do evento. "A Prefeitura de Maceió se solidariza com a família de Guilherme neste momento de dor", diz um trecho da publicação.

 

Equipes da Delegacia de Homicídios, do Instituto Médico Legal (IML)  e do Instituto de Criminalística (IC) foram acionadas. O estabelecimento ficará lacrado até que o trabalho de investigação seja concluído.

 

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade