Alagoas, 29 de novembro de 2021 26º min 32º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Meio Ambiente

IMA vistoria lixão de São Miguel dos Campos e volta a notificar prefeitura

Ação aconteceu após população denunciar focos de incêndio na área. Município foi autuado para apresentar projeto de aterro sanitário

Do G1 AL

24/01/2014 09h09

Representantes do Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA) voltaram a vistoriar, na tarde desta quinta-feira (23), a área do lixão de São Miguel dos Campos e a notificar os gestores da prefeitura municipal para que seja apresentado o projeto de implantação do aterro sanitário do município. A ação foi realizada após moradores da cidade denunciarem o registro de novos focos de incêndios no lixão, procedimento que já havia sido notificado em outras inspeções feitas pelo IMA.

“Ao chegar no local, constatamos os focos de incêndio provocados pelos gases produzidos no lixo e orientamos a equipe da empresa que gerencia o lixão no município a usar uma máquina para conter a combustão espontânea. Em seguida, notificamos mais uma vez a prefeitura municipal para que seja apresentado o projeto do aterro sanitário, procedimento necessário para a desativação do lixão”, disse o diretor de Monitoramento e Fiscalização do IMA, Carlos Eduardo Godoy.

Com a capacidade de armazenamento esgotada, o lixão tornou-se um problema para os moradores da cidade, que reclamam da fumaça gerada pelos constantes focos de incêndio. “Não dá mais para conviver com esse problema. O lixão está abarrotado e, com os incêndios, a fumaça do lixo segue toda para as casas que ficam no loteamento Senador Rui Palmeira, provocando problemas de saúde para as famílias do entorno”, reclama o bancário Fernando Alves.

Durante vistorias anteriores, os gestores municipais apresentaram, após notificação do IMA, o plano de destinação de resíduos hospitalares, que não seguem para o lixão, e o plano de remediação da atual área que recebe os resíduos da cidade, que encontra-se em avaliação por técnicos ambientais. No entanto, toneladas de lixo continuam seguindo diariamente para a área.

Diante do problema, gestores municipais de São Miguel dos Campos informaram que estão atuando para conter os focos de incêndio, mas que só terão como desativar o lixão após a conclusão do aterro sanitário; que deverá ser implantado em consórcio com outros municípios da região.

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade