Alagoas, 03 de dezembro de 2021 26º min 32º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Cidades

Procon de Alagoas multa operadora Oi por pane em serviços

Órgão constatou que empresa ficou cerca de 1.500h sem prestar serviço. Ação se deve a problemas registrados somente em 2013 no estado

Do G1 AL

23/01/2014 09h09

Procon de Alagoas multa operadora Oi por pane em serviços

A empresa de telecomunicações Oi foi multada em R$ 1.345.631,05 pela Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/AL). Segundo o órgão, a penalidade foi aplicada por descumprimento ao Código de Defesa do Consumidor e a normas da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

O processo administrativo instaurado pelo órgão foi motivado pelo quantitativo de reclamações da população em 2013. Os principais problemas questionados foram as interrupções de chamadas, erros de conexões, indisponibilidade de completar ligações e a falta de sinal em algumas regiões do estado.

Segundo o Procon/AL, a empresa foi convocada para prestar as justificativas cabíveis e sanar os problemas. Ainda de acordo com o órgão, devido a falta de embasamento plausível da operadora, foi estabelecido que os clientes lesados pela não prestação do serviço de telefonia deveriam ser ressarcidos pelos possíveis transtornos. As investigações apontam que em um ano, a empresa ficou cerca de 1.500 horas sem fornecer serviço.

“Diante da negativa da empresa em não reparar os danos aos clientes e da ineficácia na prestação do fornecimento de telefonia, o Procon determinou que a empresa pague a multa estabelecida”, esclareceu o superintendente do Procon/AL, Rodrigo Cunha.

A reportagem tentou contato por telefone com a assessoria regional e nacional da operadora, mas as ligações não foram atendidas.

 

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade