Alagoas, 29 de novembro de 2021 26º min 32º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Política

Último projeto dos militares chega à ALE; votação deve acontecer na terça

Texto da equiparação salarial foi enviado hoje pelo Executivo. Serão apreciados dois das três pautas de reivindicações

Do G1 AL

22/01/2014 10h10

Último projeto dos militares chega à ALE; votação deve acontecer na terça

Dois dos três projetos do militares da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de Alagoasque preveem a equiparação salarial à remuneração da Polícia Civil e o Serviço Voluntário Remunerado devem ser votados nas próxima terça-feira (28) pela Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). O último projeto da categoria que faltava ser encaminhado pelo pelo Executivo só chegou à ALE na tarde desta terça-feira (21).

A votação do projeto que prevê a Lei de Promoções da categoria ficou para ser apreciado em março, segundo informações do coronel Ivon Berto. O oficial,que é um dos representantes da categoria, afirma que os militares estão ansiosos com a aprovação.

"Agora que o secretário [da Defesa Social, Eduardo Tavares] trouxe os projetos estamos mais tranquilos. Como a folha de janeiro já foi fechada, receberemos os valores em uma folha suplementar. E com relação à Lei de Promoções, como precisa passar por duas comissões [de Constituição e Justiça e de Segurança] ficou para o mês de março", diz.

A categoria espera a publicação no Diário Oficial do Estado para checar se todos os pontos estão de acordo com o que foi acordado com o governo do estado. "Só iremos ficar realmente satisfeitos quando tivermos acesso à publicação do Diário Oficial. Queremos saber se todos os valores estão certos e conforme o acordado", reforça o sargento Ramalho, do Corpo de Bombeiros.

A demora no envio desses projetos gerou polêmica e adiou a votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) por pelo menos três vezes, no total de quatro, isso porque uma das sessões foi adiada pela morte do ex-deputado Oscar Fontes.

O acordo entre os militares e o governo do estado ficou estabelecido que os salários será reajustado imediatamente em 10%. Para alcançar a equiparação salarial ao provento recebido pela Polícia Civil, haverá ainda um reajuste de 6% (IPCA que seria incorporado em janeiro) + 22% (referente à Data Base da categoria). Este último, porém, será parcelado e pago a partir de fevereiro de 2014 até março de 2015.

Reivindicações
Em dezembro de 2013, os militares resolveram realizar a chamada operação padrão e isso reduziu muito o número de policias nas ruas, principalmente na capital. A categoria fez diversas reivindicações e apoís muitas reuniões e negociações com o governo do estado ficou acertado que as principais seriam atendidas.

No entanto, era preciso que os projetos fossem enviados à Assembleia Legislativa para votação dos deputados. O que só aconteceu nesta terça-feira (21).

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade