Alagoas, 29 de novembro de 2021 26º min 32º máx
WhatsApp (82) 9.9982-0322
Alagoas

Em nova assembleia, militares analisam propostas do governador

'Vamos repassar as melhorias propostas à categoria', disse major Fragoso. Teotonio Vilela se diz confiante sobre resultado da assembleia nesta sexta.'Vamos repassar as melhorias propostas à categoria', disse major Fragoso. Teotonio Vilela se diz confiante

Do G1 AL

27/12/2013 09h09

Uma assembleia geral marcada para 10h, na Associação dos Oficiais Militares de Alagoas (Assomal), nesta sexta-feira (27), decidirá os rumos da mobilização dos policiais, que desde a última quarta-feira (18), cumprem a chamada "Operação Padrão", em que trabalham com uma redução no policiamento ostensivo, e cobram melhores condições de trabalho , além da equiparação salarial da categoria ao salário da Polícia Civil de Alagoas. A expectativa tanto da Assomal, quanto do governo, é de que as partes entrem em um acordo.

Os presidentes das associações dos militares estiveram reunidos durante a tarde e a noite da quinta-feira (26) com o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) e representantes da Segurança Pública do Estado. Apesar de horas de reunião e de a agência oficial do Estado ter publicado nas redes sociais que o governo fechou acordo com os militares, a categoria preferiu deliberar algum posicionamento nesta sexta.

"Notamos que era impossível decidir alguma coisa naquele momento. A reunião durou horas. Os presidentes das associações estavam sentados e confortáveis no palácio, mas a categoria passou mais de 12 horas em pé, embaixo de sol, muitos vieram em caravana dos municípios do interior e não teriam condições de tomar alguma atitude, então marcamos a audiência para hoje", ressaltou o major Welington Fragoso à reportagem do G1.

Expectativa

Segundo o major, a expectativa é de que a categoria enxergue os benefícios que o governo propôs. "O que vamos repassar para eles hoje é as melhorias propostas pelo governo. Além do fim do 'rancho', ou seja, refeições nos batalhões, vamos receber dinheiro para almoçar no local que seja de nossa preferência. O governo também anunciou a melhoria dos batalhões, mas noto que o que os militares querem mesmo é dinheiro no bolso, ou seja, reajuste salarial", afirmou.

Fragoso também destacou que com os investimentos equiparação salarial, o soldado passaria a ganhar R$ 3.300. "Isso é bom, porque é muito importante melhorar a base e depois fica mais fácil de ir melhorando outras patentes", disse.O entendimento que chegamos ontem à noite, governo e lideranças dos militares da PM e do Corpo de Bombeiros, traz ganhos importantes para policiais e para a estrutura das corporações. Confio plenamente que os líderes que estiveram à frente dessas negociações, assim que explicitarem à categoria os avanços acordados, os militares deliberarão, na assembleia de logo mais, pelo retorno ao trabalho.

Por meio de publicação em uma rede social na manhã desta sexta-feira, Vilela se mostra positivo sobre a assembleia dos militares. "O entendimento que chegamos ontem à noite, governo e lideranças dos militares, traz ganhos importantes para policiais e para a estrutura das corporações. Confio plenamente que os líderes que estiveram à frente dessas negociações, assim que explicitarem à categoria os avanços acordados, os militares deliberarão, na assembleia de logo mais, pelo retorno ao trabalho".

Comentários
Curta o EXTRA no Facebook
Confira o nosso canal no YouTube
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram Seguir </html>
Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.

Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.

publicidade