Acompanhe nas redes sociais:

21 de Agosto de 2017

Sururu

11/08/2017

Sertão em alerta

Prefeito de Mata Grande rompe com os Brandrão

da Redação
Foto: Divulgação

O prefeito de Mata Grande, Erivaldo Mandú, entrou em rota de colisão com Hélio e Cristina Brandão, casal que bancou a sua eleição e que, de fato, é quem manda naquela prefeitura do Alto Sertão.  

A coluna recebeu informações de que a causa do rompimento político seria a interrupção do pagamento de uma mesada aos Brandão pela vitória de Mandú, que era o vice de Jacob Brandão, filho do casal. 

Além de receber o “mensalão”, a família Brandão controla as quatro principais secretarias do município e pode perder esse mando caso o prefeito decida declarar sua independência política e assumir o comando da prefeitura. 

A mesada teria sido cortada depois que o ex-prefeito Jacob Brandão caiu na malha fina do Ministério Público Estadual, que o acusa de corrupção. Após o pedido de prisão do ex-prefeito, Mandú teria botado as barbas de molho, temendo o “efeito Orloff”. 

É práxis em Alagoas o prefeito eleger o sucessor e cobrar dele uma bolada mensal cujo valor depende da receita municipal. Quando esse compromisso não é honrado, a coisa pode acabar em tragédia.

Um triste exemplo é Pilar, numa época não muito distante, em que o então prefeito, honesto, se recusou a ser cúmplice da rouba-lheira. A história acabou em mortes. Muitas mortes. 

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia