Acompanhe nas redes sociais:

23 de Outubro de 2017

Outras Edições

Edição nº 934 / 2017

10/08/2017 - 21:36:06

Cícero Almeida troca PMDB pelo Podemos

ESTA É A DÉCIMA TROCA DE PARTIDO DO DEPUTADO EM 17 ANOS DE SUA VIDA PÚBLICA

Bruno Fernandes Estagiário sob supervisão da Redação
Cícero Almeida exibe ficha de filiação assinada por Renata Abreu

O Podemos, partido político que sucedeu o PTN, é a nova casa do deputado federal Cícero Almeida, que ganhou vaga no Diretório Nacional e assumiu a presidência do Diretório Municipal de Maceió.A filiação do parlamentar se deu na quarta-feira, 9, em Brasília e a ficha foi assinada pela presidente nacional do partido, deputada federal Renata Abreu (Podemos-SP).

Almeida é famoso entre os partidários por sempre saltar de um partido para outro. Durante sua trajetória política, Cícero já passou por 10 partidos. Sua primeira filiação foi no Partido Social Liberal (PSL) no qual disputou o cargo de vereador em Maceió, e foi eleito na eleição de 2000. No pleito de 2002, mudou de lado e filiou-se ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), sendo eleito Deputado Estadual. Pelo mesmo partido, foi eleito prefeito de Maceió em 2004, apoiado pelo empresário João Lyra.

Após a vitória desfiliou-se do PDT por conflitos com o então presidente estadual do partido, Geraldo Sampaio, ingressando no Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) então comandando por João Lyra. Porém, pouco depois, mudou-se para o Partido Progressista (Brasil) (PP), pelo qual foi reeleito em 2008 já em primeiro turno.

Posteriormente saltou para o Partido Ecológico Nacional (PEN), depois ao Partido Social Democrático (PSD) e, por fim, ao Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), pelo qual elegeu-se Deputado Federal em 2014. Filiou-se novamente ao PSD em 2015 e ao PMDB em 2016.

A bola da vez é o Podemos. Em entrevista ao portal É Assim, Almeida disse que se desfiliou do PMDB para ingressar no novo partido e manter no comando do diretório estadual os dirigentes que ele indicou para a direção nacional.

Segundo ele, este é um novo começo de uma vida político-partidária, cujos objetivos nas eleições de 2018 é ampliar seus espaços no estado, “a partir de uma legenda nova, sem vícios e capaz de formar bons quadros dentro da política alagoana”.

Comentários

Curta no Facebook

Siga no Twitter

Jornal Extra nas redes sociais:
2i9multiagencia